Conheça 10 tipos de cafeteira e saiba como escolher a ideal!

Existe uma variedade de tipos de cafeteira no mercado em quantidade de opções equivalente ao amor dos brasileiros pelo café.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), o café é a segunda bebida mais consumida no Brasil, perdendo apenas para a água.

Ou seja, é incontestável o sucesso dessa bebida, seja no café da manhã para ajudar a despertar ou ao longo do dia, como dose extra de energia.

E assim como a escolha de grãos de qualidade, para um cafezinho gostoso, o preparo certo faz toda a diferença.

Por isso, é importante conhecer os diferentes tipos de cafeteira, com suas vantagens e desvantagens, para garantir a qualidade do preparo do café no dia a dia e, de quebra, ter um item a mais decorativo na cozinha. 

Seja para você que prefere a praticidade dessa máquina ou quer uma alternativa ao tradicional café passado, vale a pena conhecer os modelos. Confira!

Conte com utensílios da melhor qualidade para sua cozinha. Visite a Parada da Panela!

Quais são os tipos de cafeteira? Veja as 10 principais

Existem vários modelos de cafeteiras, aqui reunimos os 10 principais tipos de acordo com suas características, vantagens e desvantagens. 

Compare os modelos e métodos de preparo apresentados e escolha o ideal para o seu gosto e que melhor combina a sua rotina:

French Press

Como funciona uma cafeteira francesa?

A French Press (Prensa Francesa) é um modelo de cafeteira muito popular na europa que funciona de forma bem diferente da cafeteira elétrica que estamos acostumados. 

Esse modelo dispensa filtros de papel, filtros de pano ou uso de energia elétrica.

Nessa cafeteira, o café fica em infusão na água e depois é filtrado através da prensa feita por um êmbolo que possui uma tela de metal. 

Em razão do processo de infusão, que preserva o óleo do café na bebida, o sabor e aroma da bebida se tornam ainda mais intensos.

A prensa francesa é um tipo de cafeteira que exige um café de moagem média, pois com um café fino o processo de filtragem não dá conta de separar totalmente o pó da bebida.

Para o preparo, basta ferver a água e depois deixar o café em infusão, de 1 a 4 minutos. Quanto mais tempo em infusão, mais intenso e cafeinado será o seu café. Por isso, deixar o café por muito tempo em infusão pode deixar o café mais amargo.

Passando o tempo de infusão, basta acionar o pistão para baixo e servir.

Como vantagem, destaca-se o sabor intenso e o aroma que preenche a cozinha. Como desvantagem, temos a necessidade de um pó de café de moagem média e mais cuidado com o tempo de infusão, para não deixar a bebida amarga demais.

Cafeteira Italiana ou Moka

Esse tipo de cafeteira funciona pelo método de pressão da água. O modelo é divido em diferentes compartimentos, no qual abaixo deve ser adicionado a água até o nível da água e, no compartimento de cima, o pó do café.

Quando a água começa a ferver no processo de ebulição e sobe, basta esperar alguns segundos para desligar o fogo.

Assim que o vapor sobe, ele entra em contato com o café, produzindo assim como a Prensa Italiana um café bem intenso em sabor, semelhante a um espresso.

métodos de preparo do café: cafeteira italiana moka

Para a cafeteira italiana, também é recomendado o uso de um café com moagem mais grossa.

Como vantagem, essa cafeteira é interessante também por reduzir o consumo de filtros e também há uma variedade grande de tamanhos e modelos.

A desvantagem é que muitas pessoas erram na hora de passar o café na cafeteira italiana, e acabam obtendo um café com gosto de queimado.

A dica de ouro é usar um pouco de água fria no compartimento de cima, para evitar que o café que suba fique com gosto de queimado.

Além disso, é recomendado começar a ferver a água com o fogo baixo, mas na metade do processo manter o fogo baixo. Você pode desligar o fogo antes de terminar de preparar o café também. 

Cafeteira de Cápsulas

As cafeteiras de cápsulas são bem práticas e com a vantagem de ter uma variedade enorme de sabores e aromas de café.

O preparo da bebida nesse modelo de cafeteira é bem simples. É necessário apenas encher o reservatório indicado com água e, na hora de fazer o café, apenas encaixar a cápsula no local indicado.

Depois, basta indicar o botão que indica a quantidade de ml do espresso e a bebida fica pronta em segundos.

É bem fácil encontrar as cápsulas. Em qualquer supermercado é possível encontrar, com valores que variam de acordo com a marca.

Como vantagem, esse tipo de cafeteira se destaca pela praticidade e pela oportunidade de experimentar um sabor de café diferente a cada xícara. 

Por conta disso, é uma opção mais interessante para quem mora sozinho ou quem não tem o costume de beber muito café ao longo do dia, já que o preparo é em doses menores.

As principais desvantagens é o custo e o impacto ambiental, já que o uso desse tipo de cafeteira gera muito mais resíduo que uma cafeteira que não usa filtros e embalagens. 

Embora existam pontos de coletas da cápsula, ainda assim o impacto da produção de cápsulas é, ainda, maior que a eficiência do processo de reciclagem;

Cafeteira Elétrica

Tipos de cafeteira: elétrica

A cafeteira elétrica, também conhecida como cafeteira automática, é o modelo mais tradicional entre os brasileiros, pelo custo, variedade de modelos e praticidade.

Entre os tipos de cafeteira, esse é o modelo mais básico. Ele usa dois dispositivos simples para o processo de filtragem do café, sendo o mais semelhante ao processo comum de passar o café por um filtro de papel.

Nesse modelo, existe uma chapa quente e um reservatório de água. Quando a chapa esquenta, a água do reservatório chega no ponto de ebulição e o vapor quente sobe ao tudo até onde fica o café e o filtro.

O vapor se condensa em um jato de água passando pelo café e sendo filtrado.

Como vantagem, destaca-se a praticidade, no entanto, alguns especialistas ainda não colocam esse modelo como a melhor opção por conta de não se obter um café tão saboroso.

Se a marca não for de qualidade, o aroma e sabor do café podem ficar a desejar.

Além da marca da cafeteira, é importante se atentar a um pó de café de qualidade e a quantidade certa para o preparo, de acordo com seu gosto.

Cafeteira Turca

Como usar Cafeteira turca?

A cafeteira turca é uma técnica antiga de fazer café. Neste preparo, o pó de café usado é bem mais fino e não é coado, assim como os cafés solúveis que conhecemos hoje.

Esse tipo de café é bastante popular entre os árabes, sendo o café turco considerado patrimônio cultural imaterial da humanidade.

O modelo de cafeteira turca também pode ser chamado de cezve, um recipiente feito de metal que lembra um tipo de panela ou leiteira com cabo. Existem diversos modelos e alguns são bastante elaborados com texturas.

O preparo do café nesse modelo de cafeteira reúne várias pessoas, como uma tradição.

No café, algumas pessoas acrescentam especiarias como canela e cardamomo, que deixam a bebida ainda mais perfumada.

Como dissemos, o pó do café é fervido com a água, o que resulta em uma bebida rica em cafeína e com o gosto mais amargo. Para servir, espera-se o tempo necessário para que o pó de café decante e se deposite ao fundo do cezve.

Como vantagem na escolha dessa cafeteira está o fato de vivenciar uma experiência diferente de consumo da bebida.

Se você não gosta de cafés mais amargos ou da ideia de servir um café com o pó, talvez não seja o modelo ideal para você.

Cafeteira Globinho

Como preparar café na globinho?

A cafeteira Globinho se destaca por seu design diferente, muito comparado a um objeto de laboratório para um experimento científico. É um modelo antigo, que surgiu na Alemanha ainda no século XIX.

Como vantagem, vale dizer a cafeteira Globinho é uma peça que torna o preparo do café ainda mais interessante e charmoso.

No entanto, muitas pessoas não se interessam pelo modelo por não achá-lo prático, o que faz sentido em comparação a outros modelos, como a cafeteira elétrica.

Esse tipo de cafeteira não é elétrica e funciona através da fervura da água no fogo.

O pó é inserido na parte superior da cafeteira e a água no globo inferior. Assim que a água ferve, ela some e forma o café. Um processo que, vendo na imagem, parece ainda mais engenhoso.

Aeropress

A cafeteira Aeropress é muito semelhante ao modelo da prensa francesa, com a diferença de usar a pressão do ar para empurrar o pó contra o filtro na hora de passar o café.

Por ser um modelo de cafeteira que exige o cuidado mais preciso com infusão, granulometria e temperatura da água, não é o modelo mais usado para quem prioriza praticidade.

No entanto, é uma opção bastante popular entre quem é apaixonado por café e até participa de competições pelo mundo.

Embora pareça um pouco com o processo da cafeteira francesa, o resultado costuma ser um café menos amargo e mais suave.

Cafeteira de Espresso

A cafeteira de espresso, de origem italiana,  é conhecida como a máquina para quem tem pressa. Nesse modelo, o café fica pronto em cerca de 25 segundos.

Por conta da água pressurizada, esse tipo de cafeteira proporciona um café mais cremoso, com aroma forte e certo amargor.

A principal característica é a praticidade em preparar porções individuais. No entanto, não é o modelo mais recomendado para se ter em casa.

O manuseio deste tipo de máquina exige experiência, pois envolve vários fatores para um café grosso: a torra, a moagem, pressão da água, temperatura

Por conta disso, esse é o modelo mais recomendado para cafeterias, restaurantes e outros estabelecimentos.

Chemex

A cafeteira Chemex é um modelo de cafeteira de vidro que lembra muito o formato de uma ampulheta. É um modelo bonito e elegante, capaz de proporcionar um café mais suave por não deixar o pó de café em infusão.

Como em um bule comum, esse tipo de cafeteira também exige o uso de filtros. Por conta disso, muitas pessoas acabam não apostando nesse modelo, por conta de ser um processo menos prático que modelos elétricos.

Pressca

A Pressca é um modelo de cafeteira leve e portátil, para quem acha que não há hora e nem lugar para um cafezinho fresco.

Por ser portátil, é uma opção de cafeteira para levar em viagens.O método de preparo é similar a French Press, utilizando a infusão no preparo do café.

Para preparo com a Pressca, você precisa de um café em granulometria média ou grossa, água quente e o encaixe perfeito de todas as peças.

Como escolher a cafeteira ideal para você?

Como escolher o tipo de cafeteira ideal para meu gosto?

A principal dica para escolha da cafeteira ideal você já concluiu, que é justamente conhecer os diferentes tipos e métodos de preparo do café.

Conhecendo os modelos, é possível ver qual a opção que mais se encaixa ao seu estilo de vida e ao seu gosto pessoal.

Por isso, pontos como a praticidade, custo-benefício, manutenção e modo de preparo (elétrico, a gás, infusão etc) devem ser considerados.

Para uma família grande, os modelos pequenos ou de porção individual, como a máquina de cápsulas, não são as opções mais vantajosas, pelo custo e também pelo tempo de preparo.

No entanto, para alguém que mora sozinho, um modelo individual vale a pena. Além disso, considere o sabor e características do café preparado em cada método, e escolha o que melhor corresponde ao seu gosto pessoal.

Utensílios práticos e de qualidade para sua cozinha. Conheça os produtos de produção própria da Parada da Panela!

Conclusão

O café é uma das bebidas mais consumidas no mundo todo e aqui no Brasil não é diferente. Se você não abre mão do consumo da bebida, vale a pena contar também com uma opção de cafeteira que ajude a deixar o preparo ainda mais prático, não é?

Apresentamos os principais tipos de cafeteiras que podem ser uma opção para você experimentar e conhecer novos métodos de preparo e consumo do café.

E aí, agora que você já conhece os principais modelos, qual é a opção que mais se encaixa na sua rotina?

Como dica extra, para preparo do café com ainda mais charme recomendamos conhecer o Coador de Café Mariquinha da Parada da Panela, disponível em 7 cores para combinar com a sua cozinha!

Compartilhe seu amor
Imagem padrão
Jaque Castanho
Artigos: 88

Deixar uma resposta

*

code