Tipos de panelas: saiba as diferenças por modelos e materiais

Você já parou para se perguntar o porquê de existirem tantos tipos de panelas no mercado? Além do formato, há ainda uma grande variedade entre diferentes materiais.

A resposta para isso é simples: a matéria-prima de cada panela traz consigo propriedades que podem influenciar em questões como tempo de preparo, sabor e até mesmo nos valores nutricionais do alimento a ser preparado.

Por isso, na hora de escolher qual a melhor panela para preparar os seus alimentos é importante conhecer as diferenças e saber quais são as vantagens e as desvantagens de cada material.

Para ajudar você nessa tarefa, abaixo apresentamos os principais tipos de panelas e para que servem as panelas mais utilizadas pelos brasileiros. Confira:

Tipos de panelas: vantagens e desvantagens por material

São vários os tipos de panelas disponíveis no mercado, em formatos e materiais diversos. Por isso, para você encontrar o conjunto perfeito para equipar sua cozinha, apresentamos as principais características e recomendações dos diferentes materiais usados na fabricação das panelas.

tipos de panelas por modelos e materiais

Panela de alumínio repuxado e alumínio fundido (Batido)

Para quem está buscando montar um kit de panelas mais leve, prático e com bom preço, as panelas de alumínio podem ser a escolha com melhor custo-benefício.

Esse tipo de panela é um dos mais utilizados, por ser acessível, bastante resistente e usado em diversos preparos como cozidos, doces, frituras, refogados, etc.

Outra vantagem de um jogo de panela em alumínio batido é que esse é um material de panela que ganha temperatura rapidamente, além de ser também uma matéria-prima reciclável.

No entanto, você pode estar pensando na polêmica em torno do material. Quem nunca ouviu dizer que elas soltam metais durante o cozimento dos alimentos?

É comum ouvirmos que a panela de alumínio pode ser prejudicial à saúde, mas será que é verdade?

Segundo estudos feitos pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) e relatórios da Organização Mundial da Saúde (OMS), não há motivos para se preocupar.

A quantidade de metais liberados em panelas de alumínio, de acordo com as análises feitas, é inferior ao limite tolerável e por isso não apresenta riscos para nossa saúde.

Panela de ferro

A panela de ferro é de excelente qualidade, por ser de um material muito resistente. 

Atualmente, não é a opção mais comum encontrada no conjunto de panelas das pessoas por ser pesada e exigir cuidados maiores na hora de limpar e armazenar, mas os benefícios são muitos.

Por manter o calor constante, é excelente para pratos de cozimento mais lento, como feijão, lentilha, sopas e carnes. Há também a vantagem de ser um material que ajuda a reduzir o risco de anemia e deficiência de ferro.

panela de ferro para cozinhar

O que pode ser uma desvantagem entre as outras opções é que ela pode enferrujar e se for esfregada, pode soltar ferrugem. Na hora de lavar, use água quente e sabão e deixe secar no fogo.

Uma dica interessante é usar um pouco de óleo na superfície antes de guardar, isso evita a ferrugem.

Panela de teflon

As panelas de teflon ou panelas antiaderentes são opções bem utilizadas e conhecidas por exigir uma menor quantidade de óleo no preparo dos alimentos ou até mesmo dispensar o uso de gorduras.

Essa característica torna esse tipo de panela uma opção muito prática e fácil de limpar, pois os alimentos não ficam grudados.

Uma panela antiaderente pode ser de alumínio ou ferro, pois o teflon é o material que reveste a superfície da panela.

Por isso, pode acontecer do teflon sair e a característica antiaderente ficar prejudicada. Para evitar esses riscos e arranhões, o ideal é usar espátulas adequadas, como de madeira e silicone. Para lavar, evite também as esponjas de aço. 

panela antiaderente de teflon o que é

Panela de aço inox

As panelas de aço inox, como o nome indica, são feitas a partir de um material inoxidável. Por isso, são resistentes à corrosão, ferrugem e ao desgaste do uso no dia a dia.

São opções com boa durabilidade, que distribuem o calor de forma uniforme e por isso costumam ter um preço acima das panelas mais comuns, como as de alumínio, por exemplo.

No entanto, ao comprar um conjunto de panelas inox, tenha o cuidado de ferver água algumas vezes antes de usá-la para cozinhar. Isso deve ser feito para que qualquer material ou resíduo de níquel seja eliminado da panela.

A presença de níquel pode favorecer o desenvolvimento de alergias, distúrbios renais e hepáticos, dor de cabeça e uma série de outras doenças.

Panela de cobre

Assim como as inoxidáveis, as panelas de cobre além de boas condutoras de calor, são recicláveis, bonitas e práticas. No entanto, não podem ser utilizadas para cozinhar todo tipo de alimento. 

Ao entrar em contato com o sal ou alimentos ácidos como tomate, limão e vinagre, o cobre pode se desprender da panela. 

Por isso, fique atento sobre quais alimentos podem ser feitos nesse tipo de panela. A intoxicação por cobre pode causar náusea, dores abdominais, problemas gastrointestinais e, a longo prazo, danos aos rins e ao fígado.

Panela de pedra-sabão

As panelas de pedra-sabão são naturalmente antiaderentes por conta do material. Elas cozinham os alimentos de maneira mais lenta e mantêm o aquecimento por um período maior. 

As desvantagens são o seu peso, que dificulta o manuseio e a fragilidade, semelhante ao que acontece com as panelas de ferro.

Assim como as panelas em aço inox, é preciso ter cuidado na hora de usá-las ou evitar armazenar alimentos na panela, pois pode haver liberação de resíduos de níquel.

Além disso, por ser porosa, pede atenção especial ao ser lavada, para que não haja proliferação de microrganismos. Outra dica importante é evitar o choque térmico, usando-a em fogo baixo e não colocando a panela quente em superfícies geladas como a pia.

Panela de vidro

panelas de vidro são saudáveis

As panelas de vidro são ótimas opções, mas são mais frágeis e exigem cuidado maior para que não sejam derrubadas. 

Além disso, normalmente possuem preço mais elevado que as demais e não são recicláveis por serem feitas de vidro temperado.

Em contrapartida, possuem vários benefícios como a facilidade de limpar, são mais leves e seguras, sem presença de qualquer resíduo ou substância tóxica.

Na hora de cozinhar é preciso ficar atento e cuidar para não queimar a comida, em razão do rápido aquecimento das panelas de vidro.

Panela de cerâmica

Apesar de mais caras que as outras panelas, o investimento vale muito a pena, já que são fáceis de limpar, antiaderentes e conservadoras de calor. 

No entanto, antes de comprar, atente-se para uma certificação que aponte para a utilização de materiais atóxicos na fabricação. 

Pesquisas realizadas em Israel afirmaram que a tinta presente em panelas não certificadas pode conter chumbo ou cádmio, que se desprendem durante o preparo dos alimentos. 

Uma desvantagem das panelas de cerâmica é que elas levam mais tempo para esquentar, o que aumenta o consumo de energia elétrica.

Panela de barro

As tradicionais panelas de barro podem ser utilizadas tanto na boca do fogão quanto internamente, no forno. Há quem diga que elas são insuperáveis em manter o sabor dos alimentos, sendo essa uma das principais vantagens. 

Apesar de um cozimento mais lento, panelas feitas de barro retém o calor por um longo período, assim como a panela de cerâmica. 

A desvantagem é que são pesadas e os alimentos grudam com facilidade. Por essa questão, são indicadas para fazer alimentos líquidos ou com caldo, como sopas, molhos, feijão e ensopados. 

Alimentos com baixo teor de água podem ficar ressecados se preparados nessa panela, por isso fique de olho.

panela de barro e suas vantagens

Panela de titânio

As panelas de titânio são mais modernas e resistentes e, por isso, mais caras. Entre as vantagens, podemos destacar que elas são seguras para a saúde, pois não há contaminação dos alimentos preparados nelas.

O titânio é um material muito usado na indústria também para revestir panelas de cobre. No entanto, as de titânio não exigem fervura antes do preparo.

panela feita de titânio é boa

Panela esmaltada (Agatá)

Estas são as antigas panelas feitas de uma chapa fina de metal esmaltado conhecido como Ágata. 

São bonitas, decorativas e fervem rapidamente. As de boa qualidade levam uma camada de esmalte especial resistente às altas temperaturas e imune a germes e bactérias. 

Uma desvantagem é não serem antiaderentes e queimarem o alimento com facilidade. Também podem descascar facilmente e não devem ser areadas.

São indicadas para o preparo de caldos e líquidos, como para a água do café coado, chaleiras ou até mesmo para o branqueamento de legumes e cozimento de ovos.

Modelos de panelas: conheça os diferentes formatos

Agora que você já conhece os tipos de panelas de acordo com o material, conheça também os principais modelos e formatos de panelas para cozinhar.

Cada formato possui diferentes desempenhos no preparo de alimentos e a escolha certa faz toda a diferença no tempo e sabor das refeições.

Panela de pressão

A panela de pressão é um modelo que assusta os novatos na cozinha, mas que apesar disso é seguro, fácil e prático de usar. 

Ela reduz o tempo de cozimento dos alimentos, por deixá-los sob pressão no vapor e em alta temperatura. Ideal para quando se está com pressa.

Por isso, a panela de pressão é ideal no preparo de grãos como feijão, lentilha, grão-de-bico, carnes, mandioca e milho, que geralmente demoram muito mais em outros modelos de panela.

Caçarola

A caçarola é um modelo tradicional de panela, são redondas, fundas e com alças pequenas nas laterais. 

Podem ser encontradas em  diversos tipos de materiais, mas as mais comuns são as caçarolas de alumínio como a caçarola hotel de alumínio n°34 e caçarola hotel de alumínio n°26

Esse modelo mantém o calor constante e é interessante para o preparo de arroz, ensopados, macarrão e refogados.

Caldeirão

O caldeirão ou panelão é um modelo parecido com a caçarola, mas bem mais alto e fundo. 

Geralmente feito a partir de alumínio fundido, esse é um tipo de panela que serve para o preparo de refeições em grande quantidade ou de alimentos que exigem um longo tempo de cozimento. Ideal para fazer uma feijoada ou macarronada para toda a família.

Panela Wok

A panela wok é semelhante a uma frigideira, mas se diferencia pelas laterais mais altas e o fundo mais estreito.

Ela pode ser encontrada em materiais como ferro e revestimento teflon, sendo muito utilizada na gastronomia oriental em pratos como o yakisoba (macarrão com legumes e molho de soja) e yakimeshi (arroz, legumes e camarão). 

Um dos benefícios de ter uma wok em casa é poder preparar os alimentos em grande quantidade de forma rápida, já que seu formato distribui o calor constantemente.

Frigideira

As frigideiras são extremamente versáteis no dia a dia, úteis no preparo de diversos pratos como omelete, tapioca, carnes grelhadas e legumes. 

Por não ser um formato de  panela alta, não é indicado para frituras em imersão, pois pode sujar o seu fogão. Na hora de escolher, prefira frigideiras que são antiaderentes.

Conclusão

Não existe uma panela perfeita, como vimos, há muitos benefícios em cada tipo, formato e material. A ideia é manter em mente a funcionalidade de cada modelo para tirar máximo proveito do seu jogo de panelas.

Os modelos de vidro e de cerâmica são os que trazem menos risco à saúde humana, desde que obedeçam aos padrões estabelecidos para esse tipo de equipamento.

Ao adquirir essas panelas, tente conservá-las ao máximo, já que a reciclagem ainda não é possível para tais materiais.

Na sequência, modelos metálicos como titânio, cobre e ferro podem ser boas opções, se utilizados de maneira correta. 

Fazer uma combinação de panelas, levando em conta cada uma de suas características, também pode ser uma solução. Para encontrar os mais diversos tipos de panelas para a sua cozinha, acesse a Parada da Panela.

Compartilhe seu amor
Imagem padrão
Jaque Castanho
Artigos: 88

Um comentário

Deixar uma resposta

*

code